Fechar Menu

Fitro por categoria: Tecnologia

Melhores Aplicativos do Facebook para Empresas

Confira alguns dos melhores aplicativos do Facebook para Empresas e melhore a divulgação de seus produtos e serviços…

Fan Pages personalizadas tem o poder de converter muito mais visitantes em fãs. Fora a personalização das capas e imagens de perfil, é possível personalizar também os aplicativos que ficam ao lado da descrição da página.

Existem alguns aplicativos que podem ser muito úteis para o seu negócio como aplicativos de chat, vídeo, top fãs, promoção, entre outros que podem ajudar sua empresa a se relacionar ainda mais com seus clientes. O grande problema é que a maioria destes aplicativos estão em inglês.

Fizemos uma seleção dos 10 melhores aplicativos do Facebook para Empresas. Confira:

MELHORES APPS DO FACEBOOK PARA EMPRESAS

1. Pagemodo

O Pagemodo oferecere uma galeria de templates para que você possa criar um aplicativo personalizado sobre sua empresa.

Além dos templates institucionais, o Pagemodo ainda disponibiliza uma vitrine de produtos com o botão comprar.

2. WooBox

O WooBox oferece alguns tipos de aplicativos de graça como cupons e template de páginas, igual o Pagemodo. Os cupons funcionam a partir de um cadastro do fã que deve divulgar o cupom para os amigos e enviar seu e-mail.

Você pode configurar o valor destes cupons para que sejam utilizados em seu e-commerce ou lojas físicas.

3. Live Chat

O Live Chat permite que você disponibilize um bate papo com seus clientes. É necessário que alguém fique sempre atento a novas mensagens.

4. YouTube

O YouTube é uma aplicativo também gratuito que cria uma galeria com os seus vídeos dentro do Facebook.

É interessante para publicação de vídeos institucionais, de produto, webinars, entre outros.

5. Pinterest

O aplicativo para Facebook do Pinterest é muito interessante para exposição de produtos.

Integrado com a plataforma do Pinterest, permite que seus boards sejam visualizados dentro do Facebook.

6. Like Store

Brasileira, a LikeStore permite que você crie um e-commerce dentro de sua página no Facebook. O meio de pagamento utilizado é o MOIP e a instalação é gratuita.

Como todos os sistemas de pagamento, ele também cobra uma taxa por transação. Verifique os valores atualizados no site da LikeStore.

7. Yes Ganhei

O aplicativo para promoções no Facebook Yes Ganhei é um de nossos favoritos. Integrado com o Open Graph, permite que você crie o sorteio de um ou mais produtos onde os interessados participarão compartilhando a promoção.

As participações são compartilhadas na timeline, ticker e newsfeed dos participantes com uma imagem, link e um call to action para que outras pessoas participarem também.

8. Sorteie.me

O Sorteie.me é um pouco diferente do Yes Ganhei. Ele realiza um sorteio randômico entre todos os fãs da página.

Portanto, para o usuário participar de um sorteio através do Sorteie.me, basta curtir a sua página no Facebook.

9. LiveStream

O LiveStream permite que você faça streaming em vídeo para seus fãs.

Ideal para o lançamento de algum produto ou mesmo para um curso online aberto.

Você conhece algum outro aplicativo do Facebook para Empresas? Então deixe nos comentários abaixo! 

Gmail Entrar – Veja Aqui Como Entrar No Gmail

Gmail Entrar: Neste artigo você irá aprender cadastrar, fazer login, criar senha e todas as suas funcionalidades do Gmail.

gmail entrar login

Gmail é atualmente a maior e melhor plataforma de E-mail disponível no mercado. Existem muitos outros webmails, mas nenhum tem tanto recurso e nem uma capacidade tão grande de armazenamento como o Gmail Entrar tem, já que ele possui 10 gigas de espaço para você usar como quiser, um espaço bem maior do que qualquer outra plataforma.

Lembrando ainda que o uso do Gmail é gratuito, o que se torna mais uma vantagem de utilizar esse sistema para enviar os seus e-mails. Quer saber mais sobre essa ferramenta? Então, acompanhe o texto até o final e tenha todas as suas questões respondidas.

GMAIL ENTRAR

Gmail Entrar é basicamente uma ferramenta ou serviço online, criada pelo Google, para facilitar a comunicação online das pessoas. Ele acaba sendo muito mais do que um simples e-mail, já que quem está cadastrado, consegue utilizar todas as suas extensões, o que o torna bem mais complexo do que um simples divulgador de e-mails.

gmail entrar

É importante lembrar que o Gmail Entrar não foi criado para ser usado por pessoas comuns, no começo, era somente uma forma de comunicação dos funcionários do Google e para criar uma conta, tinha que ser convidado por alguém.

POR QUE CRIAR UMA CONTA GMAIL?

Com o crescimento da internet e uma grande oportunidade em mãos, os gestores do Google acabaram abrindo a possibilidade de qualquer pessoa se cadastrar no Gmail, sem precisar ser convidada para isso.

Assim, essa rede se expandiu e hoje já é o maior servidor da internet, com muitas ferramentas úteis e integração direta com as redes sociais como Youtube, Facebook e Twitter, apenas como exemplo.

VANTAGENS E BENEFÍCIOS DO GMAIL

Veja abaixo uma lista com os principais benefícios que o serviço do Gmail oferece, que como foi falado, vai muito além de enviar e receber arquivos.

  • Busca exata: Sabe aquele e-mail que você não consegue encontrar de jeito nenhum, que você já vasculhou em todas as pastas e não achou.

Então, usando a busca inteligente do Gmail Entrar, você provavelmente não iria ter todo esse trabalho, bastava colocar uma palavra chave do e-mail e o próprio sistema iria buscar para você, mesmo que essa palavra esteja no meio do texto, ou seja, não é preciso lembrar o título desse e-mail e nem quem o mandou.

  • Organização: Para sua pasta de e-mail não ficar uma bagunça, o próprio Gmail organiza suas pastas, para que você não tenha dificuldades em achar os arquivos necessários.
  • Gmail em qualquer lugar: Com uma ajuda do Google, você agora pode abrir o seu e-mail de qualquer lugar, basta configurar sua conta no seu celular ou tablet para estar sempre conectado, mas a frente no texto explicaremos como fazer isso.
  • Chat instantâneo: Às vezes, você precisa passar um recado urgente e não quer escrever um e-mail para isso. Assim, pode usar o serviço de chat para escrever uma mensagem ou mesmo começar uma conversa em vídeo e assim poupar o seu tempo.
  • Maior espaço: Como já foi relatado, o Gmail tem uma capacidade de armazenar muito maior do que os seus concorrentes, tornando-se um diferencial por conta disso.
  • Google Docs: Umas das principais ferramentas do Google, permite com que você crie planilhas, documentos, pastas e compartilhe online, assim, por exemplo, na criação de um relatório, todo mundo da firma pode mexer ao mesmo tempo, criando um trabalho muito mais dinâmico.
  • Proteção: Sabemos que o ataque de hackers e o roubo de informação online está cada vez mais comum, por isso, o Gmail conta com uma plataforma próprio de segurança, para que você não corra o risco de ter algum documento ou dado pessoal roubado. Esse sistema, de criptografia em HTTPS, é o mesmo que os bancos usam, por isso, é bastante confiável.
  • Prioridades: Por mais que o sistema AntiSpam do Gmail seja ótimo, ainda assim recebemos dezenas de mensagens por dia no nosso e-mail e muitas vezes ficamos perdidos em meio a tanta informação. Assim, separar por prioridade aqueles contatos que você sabe que deve responder rápido, como por exemplo, um e-mail do seu chefe ou sócio, acaba sendo bastante útil. Assim, no momento que um e-mail deles chegar, ele se destacará em meio aos outros, fazendo com que você o leia.
  • Bloqueio de mensagens com vírus ou de propaganda: O AntiSpam do Gmail é muito bom e funciona corretamente, para que assim, sua caixa não se encha de propagandas e E-mail maliciosos, os quais, possam prejudicar o seu computador.
  • Fácil de usar: Não adianta um programa ou plataforma ser completa, se o usuário não souber usar todas as suas funcionalidades. Por isso, o Gmail possui um Layout bastante simples e funções bem básicas, para que qualquer pessoa, mesmo aquelas que não tenham tanto contato com a internet, possa usá-lo.
  • Grátis: Mesmo com todos esses recursos citados, o Gmail não cobra nada das pessoas que o usam, o que acaba sendo uma grande vantagem dessa ferramenta.

Agora que já conhecemos um pouco mais das suas principais vantagens e funcionalidades, vamos conhecer um pouco mais desse e-mail e como usar os seus recursos.

O grande diferencial dessa ferramenta do Google, é a preocupação da empresa em sempre oferecer os melhores serviços aos seus usuários e estar em constante aprimoramento, com o lançamento de novas funcionalidades e ferramentas, as quais, possam facilitar o cotidiano de cada pessoa cadastrada.

COMO ENTRAR NO GMAIL?

Depois de toda essa explicação, você deve estar com vontade de criar uma conta nessa ferramenta, por isso, preste atenção e veja como é bastante simples abrir uma conta no Gmail.

  • Passo 1: A primeira ação que você deve tomar para criar o seu Gmail é entrar no site gmail.com, que é a página oficial do Gmail.
  • Passo 2: Depois de entrar na página do Gmail, você deve clicar em “Criar uma conta”.
  • Passo 3: Depois de clicar em “criar uma conta”, você deve preencher todos os dados básicos que o site pede no formulário, muita atenção para não errar o preenchimento de nenhum dado e ter sua conta recusada.
  • Passo 4: Depois de preenchido todo o cadastro, basta clicar em criar uma conta e pronto, o seu Gmail estará finalizado para ser usado, sendo que na tela do seu computador já vai aparecer a caixa de mensagens do seu novo e-mail.

COMO CRIAR UMA SENHA FORTE PARA O SEU GMAIL

Como os ataques virtuais estão cada vez mais constantes, é necessário a criação de uma senha forte, para sua conta no Gmail, assim, você dificulta qualquer tentativa de invasão e mantém os seus dados protegidos.

Para isso, crie uma senha que tenha letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos, assim, você vai dificultar com que qualquer pessoa acesse a sua conta, sem a sua autorização.

Não use como senha, data de aniversário, nome da família, número de telefone ou qualquer outra informação obvia, já que isso vai facilitar uma possível invasão.

Assim, como já foi dito acima, mescle números, letras maiúsculas e minúsculas na sua senha. Por exemplo, uma boa senha, a qual, dificulte a descoberta por hackers seria, 81Aec!jh.

Caso você perca sua senha, não se preocupe, pois é muito fácil de recupera-la, veja como no item abaixo.

RECUPERAR SENHA DO GMAIL

  • Caso você tenha esquecido sua senha do Gmail, o primeiro passo para recuperá-la é acessando o site do Gmail e clicar em “Encontrar minha conta”.
recuperar senha gmail entrar passo a passo
  • Depois, em uma segunda tela, basta selecionar o item “Não sei minha senha”. O sistema vai pedir para você preencher o seu endereço de e-mail, faça isso e depois siga para o próximo passo.
gmail login
Recuperar senha gmail entrar passo a passo
  • Você será solicitado a colocar sua antiga senha, para que o Gmail te informe a nova, caso não se lembre, uma outra opção de segurança para recuperar sua senha, é selecionar o botão, eu não sei”, e preencher o campo indicado com o número do seu telefone. Assim, você irá receber um SMS em seu celular, para ser posto em uma próxima tela e com isso, ser liberado a opção de criar uma nova senha.

Nessa última tela para a recuperação da senha, você deve digitar seu novo código duas vezes nos campos solicitado e depois clicar em “Redefinir senha” para finalizar o processo.

Depois disso, você já poderá acessar o seu Gmail, com a criação da sua nova senha, uma dica importante, anote essa senha em algum lugar, para que você não a esqueça e precise repetir esse processo de obtenção de senha várias vezes.

GMAIL LOGIN

Agora que você já aprendeu como criar uma conta, como criar uma senha forte e até mesmo como recuperar a sua senha, está na hora de saber como fazer o login no seu Gmail, para assim, quando precisar acessar essa ferramenta, não tenha nenhum tipo de dificuldade.

Primeiro de tudo, para entrar no seu Gmail, depois de já ter criado a conta, é clicar no link do site www.gmail.com e assim ser direcionado a página oficial.

Quando você acessa essa página oficial, a primeira informação necessária para fazer o seu login, é preencher o seu endereço de e-mail, usado na criação da sua conta. Após preencher esse campo, você deve clicar em próximo, para acessar uma outra tela, na qual, você deve fornecer a sua senha, depois, basta clicar em “Fazer login” e pronto, já estará logado em seu perfil.

SEGURANÇA NO GMAIL

Mesmo depois de ter criado a sua conta no Gmail e possuir uma senha forte, ainda assim é necessário tomar outras precauções para não ser hackeado e ter a sua conta invadida, confira abaixo algumas dicas uteis nesse sentido.

  • Nunca salve sua senha em computadores públicos: Às vezes, por um descuido, você pode clicar no botão salvar senha, quando estiver no computador da empresa ou ainda em uma lan-house, isso é extremamente perigoso, por isso, preste atenção para não cometer esse tipo de erro.
  • Sempre sai da sua conta: Para que outras pessoas não tenham acesso ao seu Gmail, não adianta apenas fechar a aba do seu navegador, é necessário clicar no ícone desconectar minha conta, assim, você não deixará o seu e-mail aberto, para que outros usuários possam acessar suas informações.
  • Tenha cuidado com downloads desconhecidos: Existem muitos arquivos infectados que recebemos por e-mail, os quais, acabam sugando informações pessoais suas. Por isso, sempre fique atento a qual tipo de download você está realizando, para não baixar nenhum vírus para o seu computador e com isso, permitir acesso ao seu Gmail.

COMO ADICIONAR DUAS CONTAS DIFERENTES EM SEU GMAIL

Muitas vezes é necessário criar duas contas diferentes em um mesmo e-mail, já que você pode querer um e-mail pessoal e outro profissional. Para não precisar ter dois e-mails diferentes e nem duas senhas distintas, o Gmail permite com que você tenha dois perfis em um mesmo usuário.

Para fazer isso, basta clicar em cima sua foto de perfil (que estará localizada no canto direito superior da sua tela) e depois no botão, adicionar conta”. Assim, basta você preencher o seu e-mail e senha apenas uma vez, para que tenha dois perfis em um mesmo endereço de e-mail.

GMAIL – WWW.GMAIL.COM

Apesar de ser um serviço bastante simples, algumas pessoas têm dificuldades em acessar o site oficial do Gmail, por isso, para que não haja problemas nessa operação, basta clicar no link www.gmail.com e você será levado a página oficial, ou ainda, caso você prefira, digital Gmail no Google, para cair nessa mesma página, caso queira aprender como configurar o gmail com seu e-mail de domínio.

SERVIÇOS VINCULADOS AO GMAIL

Quando você se cadastrar no Gmail, vai ter acesso a todos os recursos que o Google oferece para você. Por isso, para que você consiga usar o máximo possível dessas opções, vamos falar abaixo das características e alguns detalhes de cada aplicativo do Google.

GOOGLE SEARCH

Uns dos serviços mais utilizados pelos usuários do Google, essa ferramenta nada mais é do que a tradicional barra de busca, na qual, você pode buscar qualquer assunto que te interesse, que serão listados diversos sites, vídeos e fotos relacionados ao tópico pesquisado.

GOOGLE +

É a rede social do Google, seria o Facebook que o a empresa de Larry Page criou para tentar atrair alguns fãs a mais. Ainda não foi tão divulgada no Brasil e nem atraiu tantas pessoas.

BLOGGER

Uma plataforma disponível para quem deseja criar o seu próprio site, muito útil se você tem um blog, ou algum site pequeno, mas, acaba ficando simples demais para quando o seu site crescer, nesse caso, aconselha-se que você passe a usar o WordPress, a qual, é mais completa do que o Blogger.

HANGOUTS

Uns dos melhores acessórios que o Google possui, o Hangout permite com que você crie uma sala de reunião online, na qual, diversas pessoas podem conversar simultaneamente, por meio de uma câmera de vídeo.

Esses itens citados são somente alguns que o Google disponibiliza para os usuários, por isso, que essa empresa é tão gigante, já que ela sempre tenta se aproximar e criar ferramentas, as quais, facilitem a vida das pessoas.

GOOGLE INBOX

Em breve, esse deve ser o mais novo lançamento do Google e vai permitir uma evolução das funcionalidades criadas no Gmail. O Google Inbox tem um sistema, o qual, permite dar uma resposta automática apenas pela interface de um usuário. Esse programa ainda está em fase de teste beta, mas em breve deve ser lançado no mercado.

PORQUE USAR O GMAIL

Essa é uma dúvida que muitos dos usuários devem ter, no momento de se criar uma conta de e-mail própria, por isso, vou explicar para você porque o Gmail é o melhor webmail que existe atualmente.

Uma primeira razão é a capacidade de armazenamento que ele tem, muito superior à dos concorrentes. Assim, por mais e-mail que você tenha e por mais que você nunca limpe sua caixa de entrada, o Gmail continua armazenando e-mails, já que 10 gigas de memória é uma imensa capacidade de armazenamento.

Uma segunda razão é que essa plataforma é grátis, por isso, você pode contar com os melhores recursos, sem ter que gastar nada com isso, o que, não deixa de ser uma vantagem.

Além disso, o Gmail tem o Google Drive, o qual permite com que você armazene e compartilhe diversos documentos de maneira muito mais pratica, já que, se alguém precisar mexer em algum documento que você fez, só é preciso entrar no Drive para incluir alguma informação ou mesmo baixar o documento.

GMAILIFY

Caso você esteja preocupado, pois já tem um e-mail antigo e não quer criar um novo e-mail e ter que passar para todo mundo de novo, o Gmail também criou a solução para esse problema, que é o Gmailify, o qual, transfere automaticamente, tanto o seu endereço de e-mail e assim, você continuará recebendo e-mail sem ter que atualizar as outras pessoas quanto a sua nova conta, quanto todos os e-mails recebidos, para que você não perca nenhum tipo de conteúdo ou dado, os quais, sejam importantes para você mantê-los guardados.

QUAL O MELHOR SERVIÇO DE WEBMAIL

Mesmo depois de tudo que foi falado nesse texto, você ainda não acredita que o Gmail é a melhor solução para você mandar e receber mensagens online, citaremos abaixo as principais ferramentas de Webmail e suas posições em questão de qualidade, acompanhe e saiba porque o Gmail é a melhor de todas.

1° LUGAR – GMAIL

O Gmail leva o primeiro lugar no nosso ranking por algumas razoes. A primeira é a sua interface, bastante simples e prática de ser usada. Mesmo para quem ainda não conhece esse webmail, fica bastante simples utiliza-lo, já que as respostas são logicas e as ferramentas práticas de serem aprendidas.

Além disso, ele tem o melhor AntiSpam do mercado, assim, você não será incomodado com propagandas e outros tipos de conteúdo irritantes em sua caixa de entrada.

Por fim, ele possui uma série de ferramentas, as quais, vão facilitar bastante o seu uso, por tudo isso, o Gmail é o melhor webmail que há no mercado atualmente.

2° LUGAR – OUTLOOK

O Outlook também é uma ótima ferramenta, mas acaba não tendo tantas funcionalidades quanto o Gmail. Além disso, a capacidade de armazenamento do Outlook é menor do que a do Gmail e ainda o AntiSpam não funciona tão bem, por isso, acaba ficando em segundo lugar no nosso ranking.

3° LUGAR – YAHOO MAIL

Por fim, para fechar o nosso ranking dos melhores webmails disponíveis, temos o Yahoo Mail, o qual, vem aperfeiçoando suas funções desde que foi lançado e hoje é uma ótima ferramenta para ser usada. Um grande ponto positivo é o espaço ilimitado para o seu armazenamento de E-mails, o qual, permite com que você não tenha que se preocupar tanto em sempre limpar sua caixa de entrada.

Outra qualidade desse webmail é a sua capacidade de organização, já que a interface é bastante simples e isso facilita a vida dos usuários.

De pontos negativos, tem a questão do AntiSpam não ser tão eficiente e ainda o limite de envio de arquivos anexados em um e-mail não é tão alto, assim, muitas vezes, é necessário dividir o número de arquivos enviados, por não caber tudo anexado em uma única mensagem.

WWW GMAIL NO SMARTPHONE

No meio de todas as evoluções tecnológicas, pelo qual, o Gmail passa, uma chama bastante a atenção, que é a possibilidade de você acessar o seu Gmail de qualquer lugar, para isso, basta ter um celular com sistema Android, IOS ou Windows Phone com acesso à internet.

Assim, você pode configurar o seu celular para baixar o aplicativo do Gmail preencher o seu e-mail e senha cadastrados e assim poder acessar suas mensagens de qualquer lugar e de graça, pois, mesmo no mobile o Gmail não cobra para ser usado.

Espero que esse texto tenha tirado todas as suas dúvidas, mas se ainda tiver alguma questão não respondida, deixa o seu comentário abaixo, que responderemos para você assim que pudermos.

Pixel e Pixel XL: os novos smartphones da Google

Pixel e Pixel XL: os novos smartphones da Google

Finalmente chegou o dia em que pudemos conhecer a nova geração de smartphones da Google. Como todos já imaginavam, os aparelhos não vão seguir o nome “Nexus” que fez parte da fabricante por vários anos. Desta vez os dispositivos se chamam “Google Pixel” e “Google Pixel XL“.

A Google não quis fazer do anúncio um grande showroom de capacidades de hardware. Em vez disso, a empresa de Mountain View foi longe e mostrou grandes novidades nos recursos adicionais que fazem parte dos aparelhos.

Para começar, é bom deixar claro que os aparelhos serão os primeiros a chegar ao mercado com as novas capacidades de assistente pessoal do Google Assistant — uma versão mais elaborada e com conhecimento e interações mais profundas do que os oferecidos pelo Google Now.

Dois modelos diferentes

Como já era esperado, a Google apresentou dois smartphones diferentes no evento de hoje. O Pixel tem tela Full HD de 5 polegadas e 1920×1080 e o Pixel XL traz tela Quad HD de 5,5 polegadas. Outra diferença está na bateria dos modelos: 2.770 mAh no aparelho compacto e 3.450 mAh no “irmão maior”. Nos dois dispositivos, o display é AMOLED.

Fora isso, ambos surgem com processador Qualcomm Snapdragon 821 quad-core com clock de 2,15 GHz e 4 GB de RAM LPDDR4. Outra similaridade está no sensor de impressões digitais Pixel Imprint usado para o desbloqueio das telas. Por fim, os dois contam com 32 GB ou 128 GB de armazenamento e também trazem conectores USB Type-C para recargas mais rápidas de bateria.

Especificações técnicas

Google Pixel

  • Sistema operacional: Android 7.1
  • Display: AMOLED de 5 polegadas
  • Resolução: 1920×1080 pixels
  • Densidade: 441 ppi
  • Chipset: Snapdragon 821
  • CPU: quad-core de 2,15 GHz (64 bits)
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 32 GB ou 128 GB
  • Câmera traseira: 12,3 MP com f/2.0 e estabilização de imagens
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Bateria: 2.770 mAh com Fast Charge
  • Extras: leitor de impressões digitais, NFC, USB Tipo-C
  • Dimensões: 143,8 x 69,5 x 8,6 mm
  • Peso: 143 gramas

Google Pixel XL

  • Sistema operacional: Android 7.1
  • Display: AMOLED de 5,5 polegadas
  • Resolução: 2560×1440 pixels
  • Densidade: 534 ppi
  • Chipset: Snapdragon 821
  • CPU: quad-core de 2,15 GHz (64 bits)
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 32 GB ou 128 GB
  • Câmera traseira: 12,3 MP com f/2.0 e estabilização de imagens
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Bateria: 3.450 mAh com Fast Charge
  • Extras: leitor de impressões digitais, NFC, USB Tipo-C
  • Dimensões: 154,7 x 75,7 x 8,6 mm
  • Peso: 168 gramas

Recursos de alto nível

Além do assistente melhorado, os novos Pixel também conta com várias outras ferramentas que podem fazer dele um grande competidor no mercado. Um dos pontos que mais foi citado pela Google foi a “Experiência de fotografia”. Há não apenas um sensor veloz e de alta qualidade, mas também ferramentas de armazenamento ilimitado na nuvem.

Quanto aos quesitos de hardware da câmera, os destaques ficam no sensor para 12,3 megapixels e nos pixels de 1,55 µm. Há ainda abertura de f/2.0 — o que o coloca atrás na disputa contra os novos iPhones e Galaxy S7, com f/1.8 e f/1.7 respectivamente.

04134852480585

Indo além, o aparelho promete muito mais facilidade nas comunicações e na conectividade — graças ao novo Allo, a chips de qualidade e “ao conector de fones de ouvido”. Mais que isso, há total integração ao sistema de realidade virtual DayDream. Vamos falar mais sobre alguns deles logo abaixo deste parágrafo.

Feito para realidade virtual

De acordo com a apresentação desta terça-feira, os novos Pixel são smartphones preparados para o mercado de realidade virtual, sendo que o DayDream da própria Google seria o grande parceiro dele para isso.

 

Preço e disponibilidade

Por enquanto, apenas os Estados Unidos e alguns poucos países terão acesso às pré-vendas dos aparelhos. Não há detalhes sobre os preços de todas as versões, mas já se sabe que o Pixel menor terá o preço começando em US$ 649 (R$ 2.058). Ainda não há informações sobre a possível vinda dele ao Brasil.

Fonte: Tecmundo

Vírus para Android se disfarça de aplicativos populares para roubar dados

[/vc_column_text][thb_gap height=”12″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3854″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]A empresa de segurança digital FireEye identificou recentemente uma nova ameaça que infecta dispositivos móveis com sistema operacional Android. Para roubar os dados de conta bancária das vítimas, o arquivo malicioso se “disfarça” de um aplicativo popular, como o WhatsApp ou o Facebook, para levar o usuário a crer que são estes apps que estão solicitando seus dados.

De acordo com a empresa de segurança, não se trata apenas de uma ameaça específica, mas de uma família de malwares que têm o mesmo método. Além dos aplicativos já citados, alguns deles também já foram vistos disfarçando-se do aplicativo de um banco na Alemanha, do aplicativo oficial dos correios na Dinamarca e na Austria, e do Youtube e WeChat no Reino Unido, Noruega e Itália.

Segundo o PplWare, os arquivos nocivos são propagados por meio de mensagens SMS com um link. Ao clicar no link, o usuário baixa o arquivo para seu smartphone. Ele então fica indetectável, e só “acorda” quando percebe que a vítima abriu um aplicativo que ele sabe imitar. Nesse momento, ele imita a interface do aplicativo original para enviar mensagens pedindo os dados bancários da vítima.

A vítima, por sua vez, acredita que na verdade é o aplicativo original que está solicitando seus dados, o que aumenta a probabilidade de que ela os forneça. Segundo os pesquisadores, na Dinamarca mais de 130 mil pessoas já foram infectadas por arquivos nocivos dessa família. Além disso, segundo a FireEye, o modo como os malwares são criados torna fácil para os criminosos incrementar suas capacidades. Com isso, eles podem “aprender” novos disfarces.

Prevenção

De acordo com a empresa, a principal recomendação para que os usuários de Android evitem ameaças desse tipo é permitir apenas a isntalação de aplicativos hospedados na Play Store. A FireEye também recomenda cuidado caso o usuário receba mensagens SMS de estranhos, ou com textos suspeitos. Nesses casos, o melhor a se fazer é deletar a mensagem e jamais clicar nos links enviados.

Além disso, fique atento ao comportamento de qualquer aplicativo popular que você utilize. Caso ele comece a enviar mensagens incomuns ou solicitar seus dados, não os entregue. Especialmente no caso de apps como o WhatsApp e o Facebook, é extremamente improvável que eles precisem de qualquer dado bancário seu para qualquer coisa.

Outra recomendação da empresa é o uso de alguma solução de segurança para o seu dispositivo móvel. Confira algumas das principais ferramentas de proteção disponíveis para o sistema operacional em um vídeo que pode ser visto por meio deste link.

Fonte: Olhar Digital[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Quando o amor por uma marca vai muito além dos limites

Quando o amor por uma marca vai muito além dos limites

Eduardo Braga é um jovem comum. Tem 25 anos, é universitário, mora no Rio Grande do Sul e trabalha em uma locadora de games mantida por seus pais. Na internet, porém, ele é conhecido por defender a Apple com unhas e dentes em discussões que muitas vezes ultrapassam cinco dezenas de mensagens recheadas de ódio.

Nos termos mais populares da web, ele poderia ser considerado um fanboy – ou seja, alguém que é tão obcecado por alguma coisa que não aguenta ouvir opiniões contrárias ou qualquer tipo de crítica sobre esse algo. A expressão se popularizou como uma ofensa em fóruns e redes sociais, e, no mercado de tecnologia, costuma estar atrelada a quem é apaixonado por determinada marca ou sistema operacional.

“Eu comecei a ser fã da Apple em 2011, quando o Steve Jobs apresentou o iPhone 4”, afirma Eduardo. Também foi o seu amor pela Maçã e seus aparelhos que incentivou o gaúcho a estudar design. “O que eu tenho? Um MacBook, um iPad, um iPhone, um Airport e uma Apple TV. Tudo está sincronizado na minha conta, e eu nunca teria essa experiência caso eu tivesse um aparelho Android, comenta.

[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3837″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

A companhia dirigida por Tim Cook é, sem dúvidas, uma das principais “religiões” dentro do fanatismo tecnológico. Basta que uma nova notícia (positiva ou negativa; pouco importa) sobre a marca seja publicada para que em poucos minutos tenhamos confrontos ferrenhos entre internautas que parecem dever sua vida aos gadgets de Jobs.

É um pouco difícil explicar minha paixão pela empresa. Mas a Apple é a única marca que oferece qualidade para os usuários. Conheço muitas pessoas que, com poucos meses de uso, seu aparelho com Android começa a apresentar problemas e os apps não funcionam tão bem, defende Eduardo, antes de investir em um enorme texto comentando sobre como as invenções da Maçã são incríveis.

Nem todas as gigantes do mercado de tecnologia agem de forma indiferente sobre esse assunto. A chinesa Xiaomi, por exemplo, é conhecida por incentivar essa cultura para seus usuários, que são chamados carinhosamente de “Mi Fãs”. A verdade é que a companhia parece ter encontrado a melhor forma possível de usar o amor exacerbado de alguns de seus clientes para promover seus próprios produtos.

Para engajar seus fãs, a corporação caprichou em uma comunicação informal, uma identidade visual bastante jovem e um sistema colaborativo para a criação de seu principal produto, a interface MIUI. Todos os feedbacks dos usuários são de fato absorvidos pela equipe de desenvolvimento, de forma que a ROM acaba sendo moldada de acordo com a preferência do consumidor. É por isso que existem centenas de fóruns ao redor do globo frequentados pelos famosos Mi Fãs.

É extremamente positivo para o marketing de uma empresa ter seguidores que possam reforçar seus conceitos e qualidades, mas saber administrá-los com cuidado para que isso não se volte contra é muito importante, pois, nessa área, amor se transformar em ódio pode significar acabar com um negócio ou marca de uma empresa. Aristides Brito, neurocientista especializado em psicologia do consumidor.

Fonte: Tecmundo

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Conheça Akihabara, o paraíso dos eletrônicos no Japão

Conheça Akihabara, o paraíso dos eletrônicos no Japão

[thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3824″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Tóquio se destaca por parecer um centro urbano tirado de alguma história futurista de ficção científica. Grande parte dessa impressão se dá pela grande movimentação de pessoas, pelos prédios modernos e, principalmente, pelas luzes hipnotizantes das fachadas de lojas e outros estabelecimentos.

Se existe um local mais preciso que simboliza essa imagem estereotipada de Tóquio, esse lugar é o distrito de Akihabara, o paraíso dos eletrônicos e afins, conhecido mundialmente como Akihabara Denki Gai, ou “Cidade Elétrica de Akihabara”. O local é parte do bairro de Chiyoda, na capital japonesa, onde também se localiza o Palácio Imperial de Tóquio, residência do Imperador do Japão. O nome vem de Akiba, em homenagem a um templo de uma entidade ligada ao fogo que foi construído lá após um incêndio que destruiu a região em 1869.

Passear em Akihabara é como andar em uma Rua Santa Ifigênia – logradouro referência em eletroeletrônica na cidade de São Paulo –, mas com muito mais “glamour”, beleza e variedade de produtos infinitamente maior.  Logo após a Segunda Guerra Mundial, que devastou duas cidades japonesas com bombas atômicas, o local virou o centro de um mercado paralelo de peças de rádio e outros eletrônicos.

Imagine uma grande loja de magazine como as que temos no Brasil, porém, especializada em todo tipo possível de eletroeletrônicos

Após os anos 1960 e 1970, o distrito tornou-se um local de referência para se comprar produtos baratos ligados à tecnologia no Japão. Com a mudança da grande produção dessa área para a China na virada do século 20 para o 21, Akihabara se tornou apenas mais um lugar para se comprar gadgets na cidade de Tóquio.

Tudo mudou quando a gigante dos eletrônicos Yodobashi Camera instalou-se no distrito da capital japonesa. Imagine uma grande loja de magazine como as que temos no Brasil, porém, especializada em todo tipo possível de eletroeletrônicos, eletrodomésticos, componentes elétricos e tudo que possa envolver esse tipo de tecnologia.

A Yodobashi Camera é sem dúvida o ponto de referência de Akihabara, sendo uma rede famosa no Japão por suas lojas enormes que vendem produtos eletrônicos com grande variedade e preços populares. A loja de Akihabara possui oito andares e é provavelmente a maior da categoria no mundo todo.[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3825″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Se existe, você encontra lá

Qualquer produto eletrônico – ou mesmo componentes individuais – pode ser encontrado na Yodobashi, onde a grande maioria das marcas famosas comercializa seus lançamentos. É uma infinidade de modelos de televisores, smartphones, computadores, notebooks, periféricos de todos os tipos, caixas de som e eletrodomésticos, como aspiradores, cafeteiras, micro-ondas e coisas que a gente sequer ousa acreditar que existem, mas que já são usadas no Japão.

Qualquer produto eletrônico – ou mesmo componentes individuais – pode ser encontrado na Yodobashi

Andar pelos corredores da Yodobashi Camera é como passear entre as prateleiras de um gigantesco almoxarifado de produtos eletroeletrônicos a ponto de quase nos perdermos. E além do natural som das pessoas conversando e de equipamentos que emitem som de todos os tipos, a loja utiliza como música ambiente seu grudento jingle, inspirado no “Hino de Batalha da República”, canção composta nos Estados Unidos durante a Guerra de Secessão que ganhou uma letra religiosa no Brasil que todo mundo conhece (“Glória, glória, aleluia… Louvemos ao Senhor!”). Confira:[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][vc_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=-C0CPrBLUA0″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Muito além de apenas uma loja

Além da gigante Yodobashi, o distrito de Akihabara é tomado por lojas menores, geralmente mais especializadas em certos segmentos eletrônicos. Além de estabelecimentos conhecidos pelos ocidentais, como a Sega e a Nintendo, você vai encontrar uma infinidade de lojas das quais nunca ouvimos falar e que oferecem produtos dos mais diversos tipos. Se um aparelho eletrônico existe, ele certamente pode ser encontrado em Akihabara.

Você pode encontrar desde os smartphones mais modernos e futuristas até aquela pecinha que quebrou em seu nostálgico videocassete

As ruas do distrito desaguam por pequenos becos que levam a corredores de galerias recheadas de pequenos estabelecimentos onde você pode encontrar desde os smartphones mais modernos e futuristas até aquela pecinha que quebrou em seu nostálgico videocassete, passando por componentes como LEDs, transistores, fusíveis e cabos para seu projeto pessoal de eletrônica.[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_slider navigation=”true” bullets=”” images=”3817,3823,3820,3816,3818,3819,3821,3822″ height=”720px”][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Cidade luz

Uma das coisas que mais chama a atenção no visual de Akihabara são as luzes das fachadas das lojas, que criaram um dos estereótipos mais famosos do mundo quando pensamos na cidade de Tóquio.

É uma vista que, mesmo de noite, não tornaria absurdo o uso de óculos escuros diante do espetáculo de neon apresentado pelas lojas, quase que deixando o famoso cruzamento da Times Square, em Nova York, parecendo um lugar tedioso e desanimado.

Some isso aos pisos polidos e brilhantes, às fachadas de vidro e espelhos e os detalhes cromados e temos uma explosão de luzes de dar inveja a qualquer outra cidade que tenha o apelido de Cidade Luz.[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3826″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]Em tempos mais recentes, as tradicionais lojas de produtos eletroeletrônicos do distrito de Akihabara acabaram sendo obrigadas a dar lugar a um tipo um pouco diferente de comércio e, por consequência, a uma cultura típica do Japão que se espalhou, inclusive, para outros países com forte presença nipônica, caso do Brasil.

É a cultura Otaku, que significa literalmente “fanboy”, uma pessoa muito aficionada em qualquer coisa. Pela origem japonesa, o termo passou a ser mais especificamente usado no Ocidente para os fãs de animes, mangás e outros tipos de entretenimentos populares nipônicos.

O movimento no distrito é muito intenso e as ruas estão sempre tomadas por pessoas de todos os lugares, desde turistas do mundo inteiro (geralmente deslumbrados com o lugar) até os próprios japoneses em busca de algum item eletrônico barato. Durante os domingos, a rua principal de Akihabara, Chuo Dori, permanece fechada para o tráfego de carros das 13h às 18h, horário de maior movimento.[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3827″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Akihabara é um dos destinos mais interessantes do mundo para os aficionados por equipamentos eletrônicos e a cultura japonesa em geral

Akihabara é um local recheado de história e cheio de locais interessantes para serem visitados. Quando der um pulinho no Japão, não deixe de visitar esse que é um dos distritos mais famosos do mundo: você não vai se arrepender!

Fonte: Tecmundo[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Anatel suspende temporariamente o corte da internet fixa por franquia

Anatel suspende temporariamente o corte da internet fixa por franquia

[vc_row][vc_column width=”1/1″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Anatel suspende temporariamente o corte da internet fixa por franquia

[/vc_column_text][thb_gap height=”12″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3783″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]A insistência e a indignação de consumidores de todo o Brasil parece surtir cada vez mais efeito — mas talvez não com o resultado esperado. Agora, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu proibir por no mínimo 90 dias o corte de acesso à internet fixa por consumo de franquia ou a cobrança adicional de tarifa após ultrapassagem de determinada banda de tráfego.

A publicação saiu no Diário Oficial da União desta segunda-feira (18) e cita como consideração principal “a relevância do acesso à Internet para os cidadãos e para o desenvolvimento do País”, além do dever de informação e transparência por parte das operadoras em relação a planos e eventuais cortes.

O documento ressalta que o consumidor tem direito a uma ferramenta que permita “o efetivo acompanhamento de seu consumo de volume de dados trafegados”, assim como avisos sobre quando o fim da franquia está próximo e detalhes antes da assinatura do contrato sobre a existência ou não de limite de consumo pela operadora em questão.

Tempos melhores virão?

Ainda é cedo para comemorar a iniciativa da Anatel, até porque ela é somente temporária — ou seja, no fim das contas, a medida de fato permite o corte de conexão ou a redução de velocidade. O que a agência fez foi impor uma série de condições necessárias para que as operadoras estejam autorizadas a efetuar o controle.

Pelos próximos 90 dias, as operadoras terão que identificar o perfil de consumo do público, moldar os planos aos resultados e preparar as ferramentas de acompanhamento de tráfego. A partir da aprovação da Anatel, o estabelecimento das franquias com limite de consumo estará autorizado.

O documento cita que a atribuição do limite de franquia foi legalizado segundo a norma do artigo 63 da Resolução nº 614, de 28 de maio de 2013. Porém, o tal Regulamento do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) está desatualizado e não foi aplicado pelas operadoras — o que significa que o consumidor criou uma rotina toda baseada em internet ilimitada.

Oi, Claro, NET, Vivo, TIM, Algar, Cabo Telecom, Sercomtel e Sky foram notificadas. Essas operadoras se enquadram em todas as categorias possíveis: algumas já possuem franquia na internet fixa, mas não a praticam, enquanto outras só anunciaram a cobrança, mas ainda não iniciaram os cortes.

Fonte: Tecmundo[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Volocopter: o drone capaz de carregar pessoas

Volocopter: o drone capaz de carregar pessoas

[vc_row][vc_column width=”1/1″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Volocopter: o drone capaz de carregar pessoas

[/vc_column_text][thb_gap height=”12″][vc_column_text]Se você achava que um projeto tão ambicioso como o Volocopter ia ficar apenas nos protótipos, é melhor pensar novamente. Depois de quase um ano sem novidades do veículo, o drone-helicóptero que já está em projeto desde 2012 finalmente teve a chance de mostrar do que é capaz em campo aberto, no vídeo que você confere logo abaixo.

Antes de tudo, é bom comentar que esse não é o primeiro voo feito pelo Volocopter até hoje, mas é o primeiro ao ar livre. Isso porque, como falamos em matérias anteriores, a categoria de veículos da qual ele faz parte não possuía permissão para voar em espaços públicos, segundo a lei alemã, forçando-os a testá-lo apenas no interior de seu hangar. Por sorte, parece que eles conseguiram mudar isso, ao menos ganhando a chance de colocá-lo em testes tripulados.

Em seu primeiro voo de testes, o drone tripulado de 18 hélices mostrou que é bastante capaz. Embora não tenha feito um passeio digno dos helicópteros comuns, ele conseguiu alcançar alturas entre 20 e 25 metros no passeio; os próximos passos, de acordo com a e-Volo, são testá-lo em médias altitudes e velocidades de até 50 km/h, para, por fim, seguir para uma terceira fase em altitudes ainda maiores e velocidades de até 100 km/h.[/vc_column_text][thb_gap height=”12″][vc_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=OazFiIhwAEs”][thb_gap height=”12″][vc_column_text]“O voo foi totalmente incrível”, disse o piloto Alexander Zosel após o pouso, segundo a descrição do vídeo. “Eu apenas empurrei o manche para cima, e o Volocopter simplesmente saltou para cima de um salto”, continuou ele em elogios.

Com isso, é melhor não se surpreender se, dentro de alguns anos, esse enorme drone se tornar comum entre alguns ricaços – porque, convenhamos, se os drones pequenos já são bastante caros, esse definitivamente não vai ser um “brinquedo” barato.

Fonte: Tecmundo[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Smartphones ultrapassam os PCs no uso de internet no Brasil

Smartphones ultrapassam os PCs no uso de internet no Brasil

[vc_row][vc_column width=”1/1″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Smartphones ultrapassam os PCs no uso de internet no Brasil

[/vc_column_text][thb_gap height=”12″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3765″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

Pela primeira vez na história, os smartphones se tornaram o principal meio através do qual as pessoas acessam a internet no Brasil.

Segundo foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o suplemento de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizado em convênio com o Ministério das Comunicações, mostrou que, pela primeira vez, o acesso à internet via telefone celular nos domicílios brasileiros ultrapassou o acesso via computador.

Segundo o estudo, cerca de 80,4% dos lares que têm acesso à internet prefere fazê-lo através do smartphone. De 2013 para 2014, entre os domicílios que acessaram a internet (inclusive os que utilizaram mais de uma forma de acesso), o percentual dos que o fizeram com um computador recuou de 88,4% para 76,6%, enquanto a proporção dos domicílios que acessavam a internet apenas cresceu.

Crescimento

Em 2004, o acesso à internet via computador estava em 6,3 milhões dos domicílios do país e passou para 28,2 milhões em 2014. Esses números equivaliam a 12,2% dos domicílios em 2004 e a 42,1% deles em 2014.

Considerando essas formas de acesso, 48,0% dos domicílios tinham acesso à internet em 2013 e 54,9% deles em 2014

A partir de 2013, a PNAD TIC passou a investigar também o acesso à internet por equipamentos diferentes do computador (celular, tablet, televisão e outros). Considerando todas essas formas de acesso, 48,0% dos domicílios tinham acesso à internet em 2013 e 54,9% deles (ou 36,8 milhões) em 2014.

Devido à distribuição de renda geograficamente desigual no país, esse acesso à internet feito através do celular é muito maior nas regiões Norte e Centro-oeste. Já em regiões com maior concentração econômica, como o Sul e o Sudeste, esse número cai um pouco. Isso acontece pois dispositivos celulares são mais baratos e acessíveis do que computadores pessoais.

Fontes: Tecmundo, IBGE[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

A Google está se preparando para controlar a sua casa

A Google está se preparando para controlar a sua casa

[vc_row][vc_column width=”1/1″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

A Google está se preparando para controlar a sua casa

[/vc_column_text][thb_gap height=”12″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3750″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]Você já usa os serviços da Google para navegar na internet e para pesquisar temas. Pode ser que você também seja dono de um smartphone Android e isso coloca você ainda mais inserido nesse contexto. Seu email é “@gmail”? Você armazena documentos no Google Drive?  Pois é… É praticamente impossível estar completamente desvencilhado da empresa de Mountain View.

E em breve, há grandes chances de que vejamos essa influência da Google sendo ainda mais presente. Isso porque a empresa está investindo pesado em tecnologias que possam levar mais conectividade até a casa dos consumidores. Ou seja: a Google está querendo fazer parte do seu ambiente doméstico, com sistemas e produtos totalmente voltados a isso.

E como você deve saber, já há vários desses sistemas no mercado. Quer saber mais sobre eles? Então confira agora mesmo uma pequena amostra de como a Google deve usar seus investimentos em “Internet das Coisas” e Smart homes para fazer com que os seus sistemas controlem a sua casa nos próximos anos.

Brillo: o sistema operacional

No ano passado, a Google apresentou o Brillo. Este é o primeiro sistema operacional feito exclusivamente para a Internet das Coisas, trazendo recursos bem legais para os desenvolvedores que quiserem investir no segmento. O Brillo conta com suporte para processadores ARM, Intel x86 e MIPS-, além de ser compatível com uma série de placas diferentes.

Ou seja: há grandes chances de que fabricantes dos mais diversos tipos de aparelho possam criar conectividade com o uso do sistema. Já com o software disponível, fica muito mais fácil criar a sincronização entre aparelhos. Isso pode permitir, por exemplo, que um app nos smartphones seja capaz de controlar a temperatura de uma geladeira ou o tempo de lavagem de roupas.[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3749″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]Como já foi dito várias vezes, com o Brillo a Google traz a promessa de:

fornecer a possibilidade de criar experiências que sejam simples de criar ao mesmo tempo em que oferecer consistência aos usuários.

Google Nest

Em 2014, a Google comprou uma empresa chamada Nest para poder utilizar suas tecnologias de termostato inteligente e criar casas com a temperatura para os norte-americanos. Os produtos já estão à venda nos Estados Unidos, mas a divisão Nest foi bem além dos termostatos. Recentemente, a empresa anunciou que a Nest também produziria uma câmera integrada a sensores para a vigilância doméstica.

Áudio e vídeo

Entretenimento também é um grande foco da Google e isso tem ficado cada vez mais claro. Um dos maiores exemplos disso está no Chromecast, que foi lançado no começo de 2014 e permitia que os consumidores transformassem HDTVs comuns em televisores Smart — fazendo a conexão de um modo bem completo a smartphones, computadores e tablets.

[/vc_column_text][thb_gap height=”32″][thb_image alignment=”center” lightbox=”” img_size=”full” image=”3751″][thb_gap height=”32″][vc_column_text]

No ano seguinte, uma nova geração do aparelho foi lançada e trouxe algumas melhorias para o mercado — incluindo melhor captação de sinal e mais velocidade para a interação com jogos. Além disso, também em 2015 foi apresentada uma versão para áudio do Chromecast, dando mais conectividade para qualquer aparelho de reprodução multimídia.

Além de tudo isso, também não podemos nos esquecer do sistema operacional Android TV, que foi criado para televisores Smart — dispensando a necessidade do Chromecast, nesse caso. O sistema também traz mais interação e conectividade entre aparelhos e é outra prova de que a Google está investindo em tecnologia para as casas dos consumidores.

OnHub

Se estamos falando que a Google quer conectar toda a sua casa, é claro que a empresa também está pensando em formas de fazer com que a qualidade da internet seja melhorada. E é por isso que a companhia criou o OnHub, que funciona como um roteador inteligente e promete fazer com que as conexões domésticas se tornem muito mais estáveis e velozes.

Um dos principais recursos presente no aparelho é a alocação inteligente de canais de comunicação. Isso faz com que o roteador verifique as frequências que estão menos congestionadas para fazer a transmissão dos dados, evitando afogamentos de rede em locais em que há muitos dispositivos conflitando.

Outra funcionalidade bem interessante é a alocação de banda de acordo com as necessidades do administrador. Isso significa que os usuários podem indicar que um aparelho tem a preferência na rede local, fazendo com que a rede para ele seja disponibilizada com mais qualidade. Assim, sua TV jamais ficaria sem sinal se o Chromecast for cadastrado como preferencial, por exemplo.

Explorando o Google Now

Hoje, o Google Now funciona como um assistente pessoal bem interessante e que pode ajudar em diversos momentos — até mesmo enviando informações de um aparelho para um computador, por exemplo. No futuro, isso deve ser muito mais interessante e complexo, uma vez que o Brillo deve ganhar suporte ao sistema em breve.

Ainda é cedo para dizer que isso vai mesmo acontecer, mas não seria surpreendente se o Google Now interpretasse a localização dos consumidores para fazer com que o termostato fosse ligado, por exemplo. São muitas as possibilidades e, certamente, a empresa de Mountain View já está com projetos bem elaborados para grande parte delas.

Fonte: Tecmundo[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]